Uma poesia pra alegrar meu coração


É inegável o amor que sinto em ser mãe.
Também é inegável que me pego angustiada com a bagunça da casa, com a louça na pia, com roupas por  passar...queria dar conta de tudo, e não consigo.
Dia desses, minha comadre esteve aqui e desabafei minhas angústias, meu sentimento de fracasso por não conseguir manter tudo em ordem, por não conseguir ser mãe, manter minha casa perfeita ao mesmo tempo. Irracional? Pode ser...mas é assim que ando me sentindo. Há alguns minutos abri minha caixa de email com essa poesia linda...
(Obrigada minha comadre!!!! Beijos e um Eu te amo do tamanho do mundo!)

Casa Arrumada
Carlos Drummond de Andrade


Casa arrumada é assim:
Um lugar organizado, limpo, com espaço livre pra circulação e uma boa entrada de luz.
Mas casa, pra mim, tem que ser casa e não um centro cirúrgico, um cenário de novela.
Tem gente que gasta muito tempo limpando, esterilizando, ajeitando os móveis, afofando as almofadas...
Não, eu prefiro viver numa casa onde eu bato o olho e percebo logo:
Aqui tem vida...
Casa com vida, pra mim, é aquela em que os livros saem das prateleiras e os enfeites brincam de trocar de lugar.
Casa com vida tem fogão gasto pelo uso, pelo abuso das refeições fartas, que chamam todo mundo pra mesa da cozinha.
Sofá sem mancha?
Tapete sem fio puxado?
Mesa sem marca de copo?
Tá na cara que é casa sem festa.
E se o piso não tem arranhão, é porque ali ninguém dança.
Casa com vida, pra mim, tem banheiro com vapor perfumado no meio da tarde.
Tem gaveta de entulho, daquelas que a gente guarda barbante, passaporte e vela de aniversário, tudo junto...
Casa com vida é aquela em que a gente entra e se sente bem-vinda.
A que está sempre pronta pros amigos, filhos...
Netos, pros vizinhos...
E nos quartos, se possível, tem lençóis revirados por gente que brinca ou namora a qualquer hora do dia.
Casa com vida é aquela que a gente arruma pra ficar com a cara da gente. Arrume a sua casa todos os dias...


5 comentários:

heloisa de mesquita inoue postou o comentário número:

Eu vivo me perguntando como o pessoal consegue manter uma casa arrumada! Principalmente a mesa do escritório! Minha casa é como esse poema! Não sei se felizmente ou infelizmente! Beijos!

Nave Mamãe postou o comentário número:

Adorei!
E minha casa anda cheia de vida ultimamente!
Hehehehe
Beijos

casa de fifia postou o comentário número:

bom dia patrícia
então a minha è um casa de verdade!!
tem tudo isso e muito mais..

baci

Josinete Beatriz postou o comentário número:

Oi Minha linda! Relaxa... e seja feliz! Conheço este poema e é verdade tudo que está escrito!Casa feliz tem que ter barulho de crianças, coisas fora do lugar...mostrando que a vida está presente! Minha casa parece com a do poema...e eu amo!!!Se preocupa não...quando os filhos crescerem, tomarem o rumo de suas vidas, voce vai sentir saudades dessa "bagunça organizada pelo amor"!
Bjus. Josi

Simone Aline postou o comentário número:

Esse poema é lindo d+!
Amiga querida, todas nós nos sentimos assim... é muito difícil dar conta de tudo de forma exímia! Por isso, faça apenas da melhor forma, com amor... e não se importe com o resto! =)
Grande beijo!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Pathy Arteira © Copyright 2012. Desenvolvido por Elaine Gaspareto